Passageiro com bagagem no Aeroporto de Chicago
Planejamento

Cota de 500 dólares dos Estados Unidos na alfândega do Brasil

Descubra tudo sobre a cota de 500 dólares dos Estados Unidos na alfândega do Brasil, que cada turista tem por direito para trazer de compras. Para cada pessoa que viaja a Chicago ou qualquer cidade dos EUA, é permitido gastar até 500 dólares em produtos específicos para trazer na viagem de volta à sua cidade de origem. Porém, ainda que pareça simples, há algumas orientações a serem seguidas. Então, veja a seguir quais são elas e todas as nossas dicas para você poder fazer as suas compras e viajar sem preocupações.

Cota de 500 dólares dos Estados Unidos na alfândega do Brasil: Raio-X do aeroporto

E se você está planejando viajar para lá, não deixe de conferir também as dicas imperdíveis de como economizar muito em Chicago. São dicas muito boas, que valem a pena, e vão fazer você economizar muito em todo o planejamento da viagem e quando estiver lá. Sua viagem a Chicago vai sair mais barata do que imaginava e você poderá aproveitá-la ainda mais. Agora veja tudo sobre a cota de 500 dólares dos Estados Unidos na alfândega do Brasil.

Sobre a cota de 500 dólares dos Estados Unidos na alfândega do Brasil

Se você estiver indo a Chicago e Estados Unidos, saiba que cada pessoa tem direito a trazer de volta ao Brasil o equivalente a 500 dólares em produtos importados. E caso esse valor seja excedido, você deverá fazer uma declaração e pagar um imposto sobre cada item que passar da cota. Mas não se preocupe, pois esse valor de 500 dólares é válido para cada pessoa individualmente, inclusive crianças, e não por grupo. Então, se estiver viajando em família ou com amigos, por exemplo, a cota será ainda maior e você poderá fazer muitas compras no país.

Cota de 500 dólares dos Estados Unidos na alfândega do Brasil: área para declarar produtos

O que não está incluso na cota de 500 dólares dos Estados Unidos na alfândega do Brasil

Os itens que são classificados como de uso pessoal não estão inclusos nessa cota, o que é ótimo, pois você poderá comprá-los sem se preocupar com o valor que eles custam. Veja a seguir quais são esses produtos que não entram na cota:

  • Livros
  • Roupas
  • Calçados
  • Produtos de higiene e beleza
  • 1 Celular
  • 1 Câmera fotográfica
  • 1 Relógio
  • 1 Óculos

Cota de 500 dólares dos Estados Unidos na alfândega do Brasil: produtos na mala de viagem

Esse produtos são classificados como de uso pessoal, pois entende-se que eles foram comprados para serem usados na viagem, então precisam estar em uso. Se a câmera fotográfica, o relógio ou o celular estiverem na caixa por exemplo, eles serão, sim, tarifados. A dica é tirar tudo da caixa e retirar todas as etiquetas dos produtos. No caso do celular e da câmera, tire algumas fotos na viagem e personalize o fundo de tela com sua foto, para deixar claro que é para seu uso pessoal. E claro, tudo tem um limite: se você for barrado e na hora de abrir a mala verem que você está trazendo 8 sapatos, por exemplo, pode ter problemas, pois a quantidade deve fazer sentido com a quantidade de pessoas e dias que ficou por lá.

Cota de 500 dólares dos Estados Unidos na alfândega do Brasil: passageiros com bagagens

O que está incluso na cota de 500 dólares dos Estados Unidos na alfândega do Brasil

Entram na cota de 500 dólares os seguintes produtos: notebooks, computadores, tablets, câmeras filmadoras e videogames. São itens caros que, geralmente, já atingem toda a cota sozinhos, e por isso é preciso planejar bem o que trazer. Uma dica é que existe também a cota do 500 dólares do Free Shop, cujo valor é além dos 500 dólares de cota da viagem. Porém, ela só é válida para o Free Shop de desembarque, no caso, o do Brasil. Então, se quiser trazer mais coisas, deixe para comprar uma parte delas ao desembarcar no aeroporto brasileiro. Você pode até entrar antes no site e deixar produtos reservados para retirada na data de sua chegada. Mas não se esqueça de pesquisar bem os preços com antecedência para ver o que vale mais a pena.

Cota de 500 dólares dos Estados Unidos na alfândega do Brasil: Duty Free

O que fazer no caso de exceder a cota de 500 dólares dos Estados Unidos na alfândega do Brasil

Se você exceder a cota de 500 dólares, na hora que receber o formulário durante o voo de volta ao Brasil, basta marcar a opção “declarar”. E então, quando chegar ao aeroporto brasileiro, passará pela fila da alfândega para que o fiscal abra a sua bagagem e calcule os impostos. O imposto é de 50% sobre o valor do que passar os 500 dólares. Portanto, se tudo der 600 dólares, passou 100 dólares, então você vai pagar 50 dólares de imposto. Caso você arrisque passar pela alfândega do aeroporto sem declarar nada e for pego, deverá pagar os 50% de imposto mais 50% de multa, o que acaba saindo muito mais caro.

Cota de 500 dólares dos Estados Unidos na alfândega do Brasil: fiscal da alfândega

Dicas para aproveitar melhor sua viagem a Chicago

Agora que você já viu tudo sobre a cota de 500 dólares dos Estados Unidos na alfândega do Brasil, uma dica legal e que faz a diferença na viagem a Chicago é escolher bem a localização do seu hotel e se hospedar perto do centro turístico da cidade. Lá está a maior parte das atrações e pontos turísticos, e ficando bem localizado, você vai aproveitar muito mais e gastar muito menos tempo e dinheiro se deslocando até os lugares. Se quiser, veja nossa matéria de onde ficar em Chicago, que tem as dicas das melhores regiões para se hospedar na cidade e também de como achar hotéis incríveis em promoção nessas áreas que são super disputadas.

Dicas para aproveitar melhor sua viagem a Chicago

Uma dica essencial é não deixar de alugar um carro em Chicago. Os outlets, shoppings e alguns pontos turísticos não ficam tão perto, e com o carro você chega a qualquer lugar em pouco tempo. E para fazer compras, ele é ainda mais essencial. Se quiser, veja nossa matéria completa de aluguel de carro em Chicago com tudo o que você precisa saber para conseguir preços incríveis usando comparadores de preços excelentes. com diversas promoções disponíveis. É muito mais barato do que as pessoas pensam e vale muito a pena para curtir ainda mais sua viagem. E com o carro, você pode viajar para as praias à beira do lago Michigan e outras regiões interessantes ao redor. Alugar um carro em sua viagem a Chicago ajuda muito no dia a dia.

Dica para usar o seu celular em Chicago

Outra dica importante é que poder usar seu celular à vontade em Chicago é essencial, pois ele acaba sendo muito útil e vale muito a pena. Você pode usar os aplicativos de cupons de desconto, usar o GPS para chegar nos lugares, pesquisar os endereços e horários das atrações e shows, ver a previsão do tempo para se planejar para os passeios e, lógico, ficar conectado com todo mundo através de aplicativos e postar suas fotos da viagem nas redes sociais. E a grande maioria dos pontos turísticos em Chicago possuem aplicativos incríveis dos lugares com todas as informações, dicas e mapas que os turistas precisam. Se quiser veja aqui como usar o seu celular em Chicago, com dicas de como usar seu celular lá à vontade e pagando super barato. E você vai poder pesquisar tudo sobre a cota de 500 dólares dos Estados Unidos na alfândega do Brasil quando estiver lá.

Dica para usar o seu celular em Chicago

Ingressos mais baratos para TUDO em Chicago!

Nós fizemos uma parceria com uma das maiores operadoras de turismo do Brasil, que vendem ingressos para todas as atrações de Chicago. Além de vender todas as atrações, eles possuem o melhor preço garantido. Nós já pesquisamos muito nas últimas viagens e eles realmente possuem os ingressos bem mais baratos. Sem falar no atendimento que é excelente e 24 horas. Clique aqui em Ingressos para Chicago e confira a grande quantidade de atrações que eles possuem e como os preços são realmente incríveis. Outro ponto que vale destacar é que nesta loja, é possível encontrar, também, o serviço do Go Card. Esse passe turístico é perfeito para quem deseja conhecer as maiores atrações de Chicago, evitar filas e, ainda, economizar muito.

Ingressos para as atrações de Chicago

Não se esqueça do Seguro Viagem Internacional

Outra dica é não esquecer de fazer o Seguro Viagem Internacional de jeito nenhum, pois ele é importantíssimo e ninguém deve sair do Brasil sem fazer um. Se quiser, veja nossa matéria de Seguro Viagem para Chicago e os EUA, com dicas de como fazer um bom seguro e conseguindo um preço incrível. É super barato e vale muito a pena.

Veja outras matérias imperdíveis de Chicago:

O que fazer em Chicago: Dicas dos principais passeios e lugares para conhecer.
Compras em Chicago: Tudo sobre os melhores lugares para fazer compras.
Como achar hotéis muito baratos em Chicago: Incrível pesquisador e dicas excelentes.

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *